Fentanilo

O fentanilo parentérico foi desenvolvido pela Janssen nos anos 60 do século XX, o qual foi aprovado pela FDA em 1968 e, em 1990, a forma transdérmica ficou disponível; a partir de 1998 apareceram várias formas transmucosas de acção rápida para a dor irruptiva.

O aparecimento do fentanilo injectável teve um grande impacto na anestesia ao combinar a analgesia profunda com estabilidade hemodinâmica. No entanto, rapidamente se revelaram os seus efeitos laterais únicos.

(Actualização de post  anterior)

Clique aqui para abrir o documento

Comentário (3)

  • image
    Ema Caseiro 18/01/2021 15:47:28 Responder reply

    Boa tarde, Sr. Prof. Ferraz Gonçalves, como está? Acha que me pode contactar quando for oportuno? Muito obrigada. Cumprimentos

  • image

    Olá Professor. Sou enfermeiro em Vila Real, no serviço de internamento de oncologia . Não temos qualquer experiência com fentanilo, exceto TD ou intratecal (também para dor iruptiva, formulações transmucosas). Gostaria de saber qual a sua opinião sobre o fentanil parentérico, nomeadamente IV ou SC, no tratamento da dor crónica oncológica. Obrigado

    • image

      Obrigado pela sua questão. Embora habitualmente não use o fentanilo SC ou IV, ele é usado por algumas pessoas. Em geral uso alfentanilo nos doentes com insuficiência renal ou para mudar de opióide, como pode ver no blog. Em breve publicarei um artigo sobre esse tema.

Deixe um comentário